15 de novembro de 2013

Vídeo: adolescentes dançam e “demônio do funk” aparece. Veja


Um pastor identificado como Salomão Carvalho afirma que o “demônio do funk” aparece em vídeo no qual duas meninas dançam funk. “Eu conheço isto porque tenho dons espirituais. E não é montagem este vídeo, pois quando estamos assistindo sentimos a presença maligna do diabo. Alguns podem sentir arrepio, outros tontura, e outros ainda sentem ânsia de vômito enquanto assistem este vídeo”, garante o religioso.

Em depoimento no blog dele, o líder espiritual diz que “o diabo tomou conta da juventude com esta dança maligna do funk”. O pastor Salomão ainda acrescenta que “precisamos de políticas públicas para proibir este tipo de dança, que só atrai prostituição, drogas, armas, crimes e alienação entre os nossos jovens”.

Nas imagens, realmente é possível ver um vulto atrás das meninas, que de acordo com o pastor, “volta para observar no vão da porta”. O vídeo foi gravado há alguns meses, mas a análise foi feita recentemente pelo pastor.


14 de novembro de 2013

José Dirceu descança em Itacaré


Enquanto o Supremo Tribunal Federal (STF) definia o destino de 21 dos acusados no processo do mensalão, o ex-ministro José Dirceu (PT), condenado no processo por formação de quadrilha, esfriava a cabeça em Itacaré, no sul baiano. Na sessão desta quarta (13), na qual foi decidida a prisão imediata de parte dos condenados no esquema de corrupção, o petista ganhou o direito de apresentar embargos infringentes – apesar da primeira condenação, ele será julgado novamente pelo crime. O político chegou em Itacaré na última segunda-feira (11) e deve ficar até o feriado da Proclamação da República (15) – data comemorativa para lembrar a destituição do imperador dom Pedro II e a instauração da forma republicana federativa presidencialista. O local onde Dirceu está com a família abriga hotéis de luxo e residências de alto padrão. A única forma de acesso é por uma rodovia estadual e para chegar à localidade é preciso atravessar um ramal de estrada de chão batido por onde circulam apenas pessoas autorizadas. Ninguém entra no local sem passar pelos seguranças. As praias são praticamente privativas e a região é protegida por reservas de mata atlântica e é praticamente impossível se chegar pela areia.(Bahia Notícias)

12 de novembro de 2013

Ontem foi discutido o Plano Diretor de Itacaré em Audiência Pública

Ontem, dia 11, foi feita uma Audiência Pública para discutir o Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano de Itacaré (PDDU). A Audiência aconteceu no Clube Municipal e contou com a presença de cerca de 150 pessoas, entre elas representantes de diversos setores da comunidade, vereadores e técnicos do município que participaram ativamente da audiência que tinha como objetivo expor a primeira etapa de criação do Plano Diretor e receber sugestões, recomendações, críticas e propostas da população para formulação do documento final. 
Lembrando que hoje (12), Taboquinhas receberá a Audiência Pública no Colégio Paulo Souto, das 9hrs as 12hrs. 
Realizada pela Prefeitura Municipal de Itacaré, através da Secretaria Municipal de Planejamento, a apresentação das propostas para o Plano Diretor foi feita pela advogada Vera Maria Weigand, que será relatora do texto final do documento, e a exposição dos mapas foi feita pelo arquiteto da Prefeitura de Itacaré, Ademar Sá. Ele detalhou sobre a ocupação do município e quais as medidas estão sendo propostas para barrar o crescimento desordenado e assegurar a qualidade de vida da população. Participaram da mesa o Prefeito Municipal, Jarbas Barbosa Barros, o Major, Gilmar Mascarenhas, A Secretária de Meio Ambiente, Agricultura, Aquicultura e Pesca, Bernadete Bittencourt, a Promotora, Aline Salvador e o Secretário de Planejamento, Fernando Oliveira. 

O conjunto de leis do PDDU tem validade por 10 anos, porém pode sofrer modificações pontuais para acompanhar as necessidades do município. Ele é o instrumento básico da política de desenvolvimento e de expansão urbana. Foi previsto no parágrafo 1º, do art. 161, da Lei Orgânica do Município e é fundamentado nas demais disposições legais federais e municipais pertinentes. 

O cidadão terá 15 dias corridos para apresentar suas sugestões, recomendações, críticas e propostas. O documento deverá ser impresso ou escrito a mão e protocolado em local público que será determinado em breve.

11 de novembro de 2013

Vídeo: tumulto interrompe gravação de DVD de Alpha Blondy na República do Reggae


A República do Reggae deste ano, que aconteceu no último sábado (9), foi marcado por desorganização, violência, pancadaria e vandalismo. Ao contrário da tradição de paz nos eventos de reggae, a República esse ano recebeu críticas de diversas pessoas que compareceram. Quando o cantor Alpha Blondy gravava seu DVD com a participação da baiana Daniela Mercury, uma briga aconteceu próximo ao palco, já no final do show. Por causa da confusão generalizada e da quantidade insuficiente de seguranças, houve invasão de palco, camarins e até destruição de alambrados. Apesar de muitas pessoas terem relatado que houve tiroteio, a assessoria negou a informação. DO BAHIA NOTÍCIAS

9 de novembro de 2013

'Quanto mais municípios forem criados, menor a fatia do bolo', alerta Dilma


A presidente Dilma Rousseff (PT) afirmou nesta sexta-feira (8) que é preciso ter cuidado na criação de novos municípios brasileiros, já que não há aumento de receitas, e sim a divisão. "Quanto mais municípios forem criados, menor a fatia do bolo que fica para outros municípios", afirmou, em entrevista simultânea a rádios do Rio Grande do Sul pela manhã. O Projeto de Lei Complementar (PLC) que define novas regras para a criação de municípios já foi aprovado na Câmara e no Senado e aguarda a sanção da mandatária brasileira. A proposta abre a possibilidade para a criação de 180 novas estruturas administrativas municipais, que poderão se juntar às 5.578 existentes no Brasil. Na entrevista, a petista afirmou também que não concorda com a afirmação de que o Fundo de Participação dos Municípios (FPM) tenha sido reduzido. "O Fundo cresceu, inclusive acima da inflação. Foi 7,4% o crescimento do FPM (...) O governo vem fazendo grande esforço para garantir recursos que não sejam do Fundo", disse a petista, ao ressaltat que há no país um grande esforço para viabilizar pequenos municípios. A líder nacional voltou também a defender a necessidade da reforma tributária, "desde que ela seja abrangente". Com informações do jornal O Estado de São Paulo.

Usuários de drogas podem ter 10% de vagas em concurso no estado de MG

Diante da escassez de investimentos públicos para os tratamentos de usuários de drogas no Estado e da alta taxa de ocupação das vagas públicas destinadas a esse tipo de abordagem, Minas poderá adotar uma medida polêmica: reservar 10% das vagas em concursos públicos no Estado para dependentes químicos. A sugestão foi feita pelo presidente da Comissão de Enfrentamento ao Crack, o deputado estadual Vanderlei Miranda (PMDB), durante o ciclo de debates Um Novo Olhar sobre o Dependente Químico, encerrado, ontem, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), na capital. “Fomos muito cobrados de que o poder público não ajuda na reinserção de usuários de drogas. Sugeri isso ao governo, mas ainda não obtive resposta para decidirmos o que fazer”, afirmou. O projeto causa polêmica entre entidades que lidam com o tratamento de dependentes químicos. 


Para Robert William, da ONG Defesa Social, que trabalha com o tratamento de dependentes químicos, o investimento deveria ser em vagas públicas de tratamento. “Em certo ponto, pode parecer bom (reservar empregos públicos para usuários de drogas), ajudando o dependente a se reinserir. Mas o principal é que o Estado invista em vagas públicas de tratamento”, frisou. Segundo Cleiton Dutra, assessor de política de gabinete da Subsecretaria de Política Anti-Drogas, a reserva de vagas para usuários de drogas em concursos públicos não foi analisada. “Não tenho conhecimento do assunto, isso deve ser analisado. Mas, independentemente disso, vamos expandir as vagas públicas futuramente”, disse. Minas oferece 1.600 vagas de para tratamento de dependentes químicos – 96,34% das quais ocupadas, segundo a subsecretaria de Polícia Anti-Drogas – e pretende chegar a 3.000 mil, mas a expansão não tem data prevista. Informações do Jornal O Tempo.

8 de novembro de 2013

Falta de educação sulbaiana gera ameaça


As ameaças de moradores de Brusque, Santa Catarina, a migrantes do sul da Bahia acusados de arruaça e desordem provocaram preocupação em Buerarema. Cerca de 6 mil pessoas do município hoje residem em Brusque.
Numa carta, um grupo de quase 20 pessoas de Santa Catarina promete matar baianos, chamados de "desordeiros". Os migrantes são ameaçados por ouvir som em alto volume, promover farras durante a semana e falar sempre alto.
São os mesmo abusos que vemos todos os dias em Itabuna e cidades vizinhas, vindos de pessoas que não respeitam os vizinhos, desprezam as leis e agem sem civilidade. Só que em Brusque não existe a tolerância daqui.
A carta ameaçadora foi discutida na Câmara de Buerarema nesta semana. Segundo o vereador Elio Almeida, pelo menos dois ônibus saem todos os meses do sul da Bahia para o município de Santa Catarina.
Os migrantes vão para Brusque na esperança de encontrar emprego. A cidade catarinense tem cerca de 116 mil habitantes, dos quais 10 mil, aproximadamente, são migrantes do sul da Bahia.
Eles deixam o estado nordestino em busca e emprego na indústria, comércio e serviços em Brusque. Alguns deles conseguem ter até dois empregos. E é essa facilidade que atrai também trabalhadores sem qualificação.
Migrantes do sul da Bahia que são civilizados e moram em Brusque também reclamam das arruaças desta minoria.

Projeto vai ajudar mulheres a colaborar mais na punição de agressores

Apesar das estatísticas mostrarem que em 2012 mais de 2.000 mulheres prestaram queixa à Polícia por terem sofrido algum tipo de violência doméstica, apenas 1.800 inquéritos policiais chegaram ao Ministério Público estadual para que, após a devida apreciação, fosse feita denúncia à Justiça contra o agressor. Ao manifestar a preocupação, a promotora de Justiça Márcia Teixeira informa que, muitas informações deixam de ser prestadas pelas vítimas e por isso poucos inquéritos acabam se transformando em ação penal, situação que precisa ser revertida e que impulsionaram o Grupo de Atuação em Defesa da Mulher (Gedem) a lançar o projeto ‘(Re) Significar – Reconhecer e promover direitos e justiça: (Re) significando o acesso à Justiça’, o que aconteceu na manhã de hoje, dia 7, no auditório do MP, bairro de Nazaré.

Com o lançamento, a promotora de Justiça que coordena o Gedem deu o primeiro passo no sentido de levar mais informação às mulheres que acabam fragilizadas com a violência doméstica. Durante o evento, ela falou sobre uma série de medidas que devem ser conhecidas para instrumentalizar as mulheres para que acompanhem o “percurso invisível” do inquérito policial, das medidas protetivas e da ação penal. Também deu informações sobre a Lei Maria da Penha mostrando quem pode ser beneficiada, quem pode ser vítima, quem é o autor, onde se aplica e falou também sobre as formas e tipos de violência.

Márcia Teixeira falou destacou ainda a campanha ‘A paz do mundo começa em casa’, que irá alertar sobre a importância de enfrentamento à violência doméstica e familiar e pretende realizar reuniões na segunda quinta-feira de cada mês, congregando mulheres em situação de violência e pessoas que possam fornecer todo tipo de informação. Ela lembra que o Gedem, criado em 2006, tem ajudado na atuação de muitos promotores de Justiça e que o projeto que integra o Planejamento Estratégico do MP, que já conta com a adesão de 40 Promotorias, vai possibilitar o trabalho no interior do estado, tendência que já se verifica em várias áreas quando ações realizadas em Salvador são replicadas nos demais municípios. DO AGRAVO


17 de outubro de 2013

MAHALO ECO FESTIVAL: Italo extrapola

Nesta quarta-feira, o atleta de Baía Formosa repetiu a excelente performance da estreia e ampliou seu próprio recorde de 15.84 para 17.40 pontos.
"Estou muito feliz com a minha performance nessa bateria. Estou confiante, minha prancha está maravilhosa. Hoje o mar amanheceu um pouco balançado, o vento está mais forte, mas consegui pegar algumas ondas no fim da bateria. No início eu optei por algumas esquerdas, mas as notas não estavam saindo porque eu não conseguia encaixar as manobras. Então, optei por pegar as direitas e deu tudo certo", diz Italo.

O jovem potiguar tem feito ótimas apresentações em algumas etapas do WQS, mas não tem conseguido manter seu ritmo em todos os confrontos. "Acho que falta um pouco de tática nas baterias. Estou indo muito bem, mas quando o mar piora eu não consigo achar as ondas, não consigo executar as manobras certas, fazer o que a onda pede. Estou trabalhando isso e vou fazer o possível para melhorar", revela o atleta.

No mesmo confronto, o cearense Michael Rodrigues levou a melhor sobre o conterrâneo Adilton Mariano e o catarinense Alon Campestrini na briga pela segunda vaga.

Depois de uma manhã chuvosa e com a maré seca, as condições do mar melhoraram no decorrer do dia, na maré enchente, mas o vento prejudicava a formação e tornava o desafio ainda maior para os atletas.

Poucos conseguiram arrancar notas expressivas dos juízes. Além de Italo Ferreira, chamaram a atenção da plateia nomes como João Paulo Abreu, Thiago Bianchini e Jihad Khodr.

Entre os estrangeiros, o norte-americano Kanoa Igarashi, o francês Tom Cloarec e costa-riquenho Noe Mar mandaram bem em suas respectivas baterias.
Depois da instabilidade na internet em toda a cidade de Itacaré, a transmissão ao vivo da etapa teve início na tarde desta quarta-feira e pode ser acompanhada pelo site Surf Eco Festival. do waves